Sunday, 15 November 2009

Cântico dos Cânticos 8.6-7

"Põe-me como selo sobre o teu coração,
como selo sobre o teu braço,
porque o amor é forte como a morte,
e duro como a sepultura, o ciúme;
as suas brasas são brasas de fogo,
são veementes labaredas.
As muitas águas não poderiam apagar o amor,
nem os rios, afogá-lo;
ainda que alguém desse
todos os bens da sua casa pelo amor,
seria de todo desprezado."