Wednesday, 20 October 2010

Jó 23.13-17

"Mas, se ele resolveu alguma coisa, quem o pode dissuadir?
O que ele deseja, isso fará.
Pois ele cumprirá o que está ordenado a meu respeito
e muitas coisas como estas ainda tem consigo.
Por isso, me perturbo perante ele;
e, quando o considero, temo-o.
Deus é quem me fez desmaiar o coração,
e o Todo-Poderoso, quem me perturbou,
porque não estou desfalecido por causa das trevas,
nem porque a escuridão cobre o meu rosto."

Saturday, 16 October 2010

Your Song (Moulin Rouge)


My gift is my song... and this one's for you
And you can tell everybody that this is your song
It maybe quite simple, but now that it's done
I hope you don't mind, I hope you don't mind
That I put down in words...
How wonderful life is now you're in the world
I sat on the roof and I kicked off the moss
Well some of these verses, well they've, they've got me quitecross
But the sun's been kind while I wrote this song
It's for people like you that keep it turned on
So excuse me forgetting, but these things I do
You see I've forgotten if they're green or they're blue
Anyway, the thing is, what I really mean
You got the sweetest eyes I've ever seen
And you can tell everbody that this is your song
It may be quite simple but now that it's done
And you can tell everybody that this your song
It may be quite simple but now that it's done
I hope you don't mind, I hope you don't mind
That I put down in words
How wonderful life is, now you're in the world
I hope you don't mind, I hope you don't mind
That I put down in words
How wonderful life is, now you're in the world
Composição: Elton Jonh

Thursday, 14 October 2010

BON JOVI The Circle Tour - São Paulo

São Paulo, 06.10.2010. Sem palavras para descrever o que esse dia significou. Absolutamente fantástico. Depois de 3 horas de show, um set list impecável, e um estádio lotado, as 2 horas até o hotel voaram, estávamos completamente anestesiados. Tudo começou com um café da manhã no hotel por volta das 9 horas, última subida para o quarto, últimos detalhes e sair para encontrar 2 ingressos no dia do show, que até dias antes, não pensávamos em ir. Tudo foi muito rápido, emocionante, em cima da hora. Assim que é legal. Problemas com senhas, erros nos sistemas, até que chegamos a FNAC. Poucos ingressos à venda, mas conseguimos um bom lugar.


Almoçamos e andamos para passar o tempo. Portões abertos à partir das 16:00, e por volta das 15:30 saímos para nosso destino final. O preço absurdo para parar o carro foi bem justificado pelo local seguro e proximidade à saída. Fila quilométrica. Ainda estava claro, o vento gelado, e cada vez mais e mais pessoas chegavam. Depois de poucos minutos de atraso, portões abertos. Dois lugares confortáveis laranjas acomodaram-nos perfeitamente, mesmo um pouco longe do palco. Distância compensada pela ótima organização e telões que exibiam cada detalhe do show. A empolgação do público cada vez maior, expectativa pelo primeiro show de tais dimensões, e presenciar a apresentação de uma lenda do rock, fez com que não sentíssemos as 5 horas de espera.


Não muito depois do prazo estabelecido, as luzes foram apagadas. A escuridão do estádio confundiu-se com a noite que caía sobre nós, e o silêncio, invadido pelos gritos de milhares de fãs. Palavras de amor, esperança, coragem, dentre diversas outras preencheram o vazio do telão central, até que fundiram-se em em círculo, que gerou um túnel, no qual eles caminhavam em direção ao palco. Enfim, Blood on Blood para começar o show. Em 3 horas, clássicos inesquecíveis, baladas, diferentes imagens, emoção presente em cada música e claro, muito rock. Mais de 25 anos de banda e eles ainda arrastam multidões, novos fãs e deixam um legado cada vez maior para a música. Show, espetáculo, arte. Difícil encontrar a definição para essa noite. John Bongiovi, Richie Sambora, Tico Torres e David Bryan, muito obrigado, continuem usando da melhor maneira o dom inigualável que Deus deu a cada um de vocês. God bless you!


Ah, depois de uma saída tranquila do estádio e umas 2 horas no trânsito, chegamos ao hotel. Se ouvíamos as músicas e admirávamos a banda até aquela noite, saímos do estádio dois novos fãs. Muito mais do que as camisas e faixas, a lembrança de ter estado lá e o dia, no mínimo, "quebrando a rotina" que tivemos juntos, valeu. Queria ter a oportunidade de estar mais perto, te conhecer melhor. Um dia papai, se Deus quiser, um dia. Obrigado por tudo pai!

E para terminar, nada melhor do que a música que encerrou definitivamente o show, Bed of Roses...

Bed of Roses

Sitting here wasted and wounded at this old piano
Trying hard to capture the moment this morning i don't know
'cause a bottle of vodka is still lodged in my head
And some blond gave me nightmares
I think that she's still in my bed
As i dream about movies they won't make of me when i'm dead

With an ironclad fist i wake up and french kiss the morning
While some marching band keeps its own beat in my head while we're talking
About all of the things that i long to believe,
About love, the truth and what you mean to me.
And the truth is, baby, you're all that i need.

I wanna lay you down in a bed of roses
For tonight i sleep on a bed of nails
I wanna be just as close as the holy ghost is
And lay you down on a bed of roses

Well I'm so far away
Each step that i take is on my way home
A king's ransom in dimes i'd give each night
Just to see through this payphone
Still i run out of time or it's hard to get through
Till the bird on the wire flies me back to you
I'll just close my eyes and whisper, baby blind love is true

The hotel bar hangover whiskey's gone dry
The barkeeper's wig's crooked
And she's giving me the eye
Well i might have said yeah
But i laughed so hard i think i died

Now as you close your eyes know i'll be thinking about you
While my mistress she calls me to stand in her spotlight again tonight i won't be alone but you know that don't mean i'm not lonely
I've got nothing to prove
For it's you that i'd die to defend

Composição: Jon Bon Jovi




Wednesday, 6 October 2010

Amor proibido

O não que nos proibe
Nos julga e condena
Aprisiona o que sentimos

Diferenças insignificantes
Separam-nos

Mas eis que, mais forte do que o tempo
As palavras que em silêncio,
Nos libertam das convençoes
Elevam-nos para a verdade

E que seja verdadeiro,
E sincero, e leal
Que seja amor a minha paixão
Proibido ou legal
Doce donzela

E se errado considerarem
Condenem-me
Não quero mais fugir do que eu sinto

Quero viver junto do teu cárcere
Escondido, aprisionado
Sentir o que tu sentes
Amar o que tu amas
Para viver o que tu és

Que seja errado e proibido
O amor que não amar.

Lucas Zavarelli

Monday, 4 October 2010

04.10.2010 - 09.10.2010

Livros, músicas, papéis em branco e um lápis. Viajar. Leve-me para onde eu não conheça o próximo passo. Ela se foi, junto com alguns de seus sonhos. Permaneça tua fé, a amizade verdadeira, a verdadeira família, o amor. Procure não sabendo o que vai achar. Em vez de pensar, sinta. Tão perto que quase pode tocar. Um sonho, sonhado por Deus, perfeito, singular. Uma paixão, única, arrebatadora, romântica. Para sempre. Não sei mais se quero as respostas. Por favor, mais perguntas. Enquanto as tiver, continuarei procurando, correndo, vivendo novas histórias. Sonhando. Obrigado pelos julgamentos e verdades incontestáveis mas, no momento em que não se incomodarem com meus sonhos, estarei realmente preocupado. Boa semana de estudos, eu preciso aprender algo. E façam as centenas de exercícios todos os dias, mesmo que fiquem com sono durante as aulas no dia seguinte, procurarei alguns desafios. Por que possuem tanto medo de sonhar? Medo de se apaixonar pela vida. Medo de viver.
Antes que eu me esqueça, como se pudesse, sentirei sua falta. Nos encontraremos na companhia da noite, com os olhos fechados, banhados pelo luar. Linda. Aonde quer que estiveres.
Estrada perdida do destino

Saturday, 2 October 2010

Praise You in this storm


I was sure by now
God, That You would have reached down
And wiped our tears away
Stepped in and saved the day
But once again, I say amen,
And it's still raining

As the thunder rolls
I barely hear Your whisper through the rain
"I'm with you"
And as You mercy falls
I raise my hands and praise the God who gives
And takes away

And I'll praise You in this storm
And I will lift my hands
For You are who You are
No matter where I am
And every tear I've cried
You hold in Your hand
You never left my side
And though my heart is torn
I will praise You in this storm

I remember when
I stumbled in the wind
You heard my cry
You raised me up again
My strength is almost gone
How can I carry on
If I can't find You

As the thunder rolls
I barely hear You whisper through the rain
I'm with you
And as Your mercy falls
I raise my hands and praise the God who gives
And takes away

I lift my eyes unto the hills
Where does my help come from?
My help comes from the Lord
The Maker of Heaven and Earth