Thursday, 29 August 2013

Cala-te, ó boca minha
Ás vezes tímida se faz calada, mas quando fala se faz trovão.
Aquieta-te, mente agitada
Que os pensamentos que te agitam se desvaneçam...
Esqueça, desapareça
Deita teu corpo, caia no chão.

Ó menino, lembre-se do mais puro dos sentimentos
Quebranta-te, ó coração!

Lucas Zavarelli

Friday, 9 August 2013

Nunca me senti tão bem profissionalmente. Talvez tenha acabado de achar aquilo que por tanto tempo esperava ser encontrado. E estava bem dentro de mim! Muito obrigado, meu Deus. Que seja para a Tua honra e para a Tua glória.