Writings

   Um dos meus maiores sonhos sempre foi escrever um livro. Sempre fui apaixonado pela leitura, amante do charme das livrarias, louco por ouvir e contar histórias. No Ensino Médio essa paixão começou a tomar forma, comecei a escrever com uma maior frequência e criei esse blog, no princípio, com o intuito de despejar aqui todos os meus sentimentos, alegrias, angústias e aflições.
   

   E assim, naturalmente, o sonho de finalmente ter o meu livro começou a tornar-se mais latente dentro de mim. E então, subitamente, uma história nasceu. Algo tão natural, extraordinário, que antes que eu pudesse me dar conta do que estava acontecendo, já havia tomado conta dos meus pensamentos, me presenteado com a inspiração criativa e se misturado com a minha própria história.

   Semanas, meses, anos se passaram. Sempre arrumei desculpas para não escrevê-la: falta de tempo, muitos compromissos, universidade, bloqueio criativo, entre outros... até que chegou uma hora que não consegui segurar mais tudo aquilo dentro de mim. Depois de tanto tempo, depois de tantos acontecimentos e experiências, me vi maduro e pronto para contar a história que trazia comigo há tanto tempo.
   Espero compartilhar um pouco dessa jornada com vocês. Me sinto como que vivendo um sonho, revivendo tudo aquilo que sempre tive dentro de mim, e que agora quero contar e dividir com vocês. Irei postar aqui algumas informações sobre o processo de escrita do livro, curiosidades sobre a história e algumas outras notas sobre tudo o que está acontecendo.
   E vamos escrever!

Que tipo de livro?
   Estou escrevendo um romance. Para ser um pouco mais detalhista, um Romance Romântico. Sim, será uma história de amor. Mas ao mesmo tempo, não será. Ou quase será. Sim, um pouco confuso, eu sei, mas é que ainda é um pouco difícil de explicar tudo o que tem se passado dentro de minha cabeça e coração. Ao mesmo tempo que temos a estética romãntica como a base de nossa história, muitos outros temas estarão entrelaçados na vida das personagens.

O protagonista
   O protagonista dessa história será um adolescente brasileiro no começo de seu terceiro ano no Ensino Médio.

O título
   Mesmo que tenha começado a escrever o meu livro há pouco tempo, já tenho um nome para ele. Não quero contar ainda qual será, até para preservar um pouco a história. Sem SPOILERS por enquanto. Por enquanto! Será simples e direto ao ponto.




Book status {Escrevendo}
[||||||||||||||||||                      15%                                   ]



Em produção...

   Dúvidas, comentários, mensagens? Também está escrevendo um livro? Já é um escritor ou pretende tornar-se um? Escreva um comentário abaixo e vamos trocar experiências!

Lucas Zavarelli

For more information, contact us! Click here

2 comments:

  1. Eu me identifico muito com você, pois estou começando a escrever agora "no ensino médio". Só que, infelizmente, há um porém: Antes eu só conseguia produzir rascunhos intermináveis e houve um momento que esses rascunhos se perderam, tipo, puft *sumiu*. Então, a partir desses dias, eu não estou conseguindo escrever mais nada, só que estou em dúvida se fico enrolando à mim mesmo ou só estou esperando a dona inspiração vir... Mas eu me sinto angustiado de não escrever, sei lá, se você poder me ajudar com palavras, eis a minha atenção!

    ReplyDelete
    Replies
    1. E eu me identifico com você... muito parecido com o que vivi no Ensino Médio (e não muito longe do que ainda vivo). Desde que voltei para a faculdade no começo desse ano eu coloquei quase todos os meus projetos na gaveta e comecei a focar mais nos estudos. Guardei meus rascunhos do livro, projeto do Vlog, e outros sonhos... mas por pouco tempo! Quanto à inspiração, acho que a melhor forma de achá-la é quando não focamos em estarmos inspirados... acho que por mais difícil que seja, ela deveria vir naturalmente, sem pressão. Antes disso, sempre procuro focar nas emoções, ter experiências... ou então fechar tudo, ficar quieto em um lugar escuro e começar a meditar sobre o que eu quero escrever, começar a sentir o que eu gostaria de contar... criar a sua história, de dentro para fora. Acho que fica um pouco mais fácil para os passos seguintes e a inspiração acaba te encontrando no meio do caminho! Funciona para mim na maioria das vezes (não sempre!). Não é sempre que acordamos inspirados... às vezes é bom criar o ambiente e preparar o terreno para que a inspiração nos encontre!
      Espero que eu tenha te ajudado de alguma forma e que você volte a escrever o mais rápido possível. Um abraço!

      Delete